Na ação conjunta da Polícia Civil com a Polícia Militar prendeu, nesta sexta-feira (29.09), mais dois envolvidos na morte do dentista Joselei da Silva Gaspar, 37, ocorrido na cidade de Juara, no dia 24 de setembro. O executor dos disparos, Cleber Ferreira Nogueira, 25, foi preso em Porto dos Gaúchos, nesta tarde, e o coautor, Renato Nascimento de Oliveira, 20, foi preso pela manhã em Juara.

Cleber Ferreira Nogueira, segundo apurado, foi à pessoa que apertou o gatilho da arma que matou o dentista. Quando preso tentava fugir em direção a cidade de Sinop, com apoio de uma terceira pessoa. Ele está com mandado de prisão preventiva, assim como Renato Nascimento e outros dois foragidos.

O delegado de Juara, Carlos Henrique Engelmann, informou que seis pessoas participaram do latrocínio do dentista, motivado pelo roubo da caminhonete Hilux da vítima, que seria trocada por drogas na fronteira. “A autoria e materialidade estão identificadas e agora só falta ouvir dos dois foragidos”, disse.

Pelo crime também estão presos Fábio Almeida dos Santos, 24 anos, e Raul Cézar de Oliveira Conradi, 22 anos. Eles foram presos pela Polícia Militar, na segunda-feira (25), em Cáceres (225 km a Oeste), quando tentavam levar para a Bolívia, a caminhonete da vítima roubada após sua morte em Juara. Com Raul foram encontrados uma aliança e o óculos de sol, que pertenciam a vítima.

Conforme o delegado, o suspeito Romário de Souza Silva (foragido) emprestou uma das duas armas de fogo usadas no crime e Elias Thiego Barbosa, também foragido, foi autor intelectual do crime. “Foi à pessoa que passou informações da casa da vítima, da caminhonete e para quem deveriam entregar em Cáceres”, disse o delegado Carlos.

O delegado ainda destacou que os criminosos planejaram o roubo da caminhonete há pelo menos 30 dias e tentaram por duas vezes executar o crime. Na primeira, foram até o endereço da vítima, mas desistiram ao perceberem que havia câmeras e por estarem com os rostos descobertos. No domingo, Raul, Fábio e Cleber retornaram com capacetes e camisetas nos rostos e abordaram o dentista em sua casa.

O corpo do dentista, Joselei da Silva Gaspar, 37, foi encontrado no domingo (24), por volta das 16 horas, em uma área de cascalheira, com os pés e mãos amarrados e uma toalha encoberta na cabeça.

A caminhonete da vítima, uma Hillux, cor prata, placas (QBE 3515) do município de Juara, foi levada até Cáceres pelos criminosos, Raul e Fábio, e encontrada pela Polícia Militar depois de informações de que o veículo tinha passado pela pelo município de Porto Estrela. Guarnições da Polícia Militar montaram barreiras e conseguiram avistar o veículo em alta velocidade, na comunidade Taquaral.

Os militares fizeram o acompanhamento, até o momento que o veículo entrou em direção à comunidade. Nas proximidades de uma porteira, o motorista desceu correndo em direção a mata, efetuando tiros contra os militares que revidaram a ação criminosa.

Os policiais militares fizeram buscas, mas não conseguiram localizar os criminosos. Na manhã de segunda-feira (25), os policiais receberam informações de moradores local sobre duas pessoas, que haviam saído do mato com as roupas sujas e estavam a pé na MT-343, estrada que liga Cáceres a Porto Estrela. No local eles foram presos e levados para a Delegacia da Polícia Civil.