A interdição ocorreu no quilômetro 747 da BR-163 no sentido sul, em Sorriso, há pouco. De acordo com informações da assessoria de imprensa da Rota do Oeste, os manifestantes informaram que farão a liberação da faixa a cada duas horas. A partir das 12h, serão fechados os dois sentidos, também com liberação a cada duas horas. No local, estão cerca de 100 manifestantes. Apenas veículos com carga são parados. É liberada a passagem de veículos com carga viva, perecíveis, ambulâncias, ônibus e carros, seguindo orientação da mobilização nacional do manifesto.

A segunda rodovia interditada é a BR-158, em Vila Rica (1.274 quilômetros de Cuiabá), esta manhã. Há  previsão de bloqueios em outros quatro trechos da BR-163, em Sinop, Guarantã do Norte, Matupá e em Cuiabá, em Rondonópolis na BR-364, em Barra do Garças, na BR-070, em Comodoro (região Oeste).

Os transportadores são contrários ao decreto do governo federal que autorizou o aumento de impostos sobre os combustíveis e encareceu, em média, em R$ 0,46 o litro de diesel, R$ 0,41 o litro da gasolina, R$ 0,20 o etanol, na última quinta-feira (20). Também cobram aprovação do projeto de lei 528/2015, que estabelece preço mínimo para o transporte de cargas e fretes e fim do corte de verbas destinas para a Polícia Rodoviária Federal.

A definição prévia dos pontos de interdições ocorreu entre lideranças estaduais e nacionais. A informação foi confirmada pelo Movimento dos Transportadores de Grãos (MTG), ao Só Notícias. Com o reajuste, o frete deve ficar 4% mais caro em Mato Grosso.

Mais informações em instantes