Um menor de 15 anos matou o pai com um tiro de espingarda calibre 32, na última sexta-feira (07), em Aripuanã – MT. O crime aconteceu após o adolescente presenciar uma briga entre pai e mãe e agiu para salvar a vida de sua mãe.

O crime aconteceu na tarde de sexta-feira (07), na propriedade agrícola da família, na zona rural Aripuanã. Na ocasião, a vítima de 43, em posse de um canivete tentava tirar a vida da companheira. Segundo testemunhas oculares, o marido estrangulava a esposa e ameaçava tirar sua vida cortando sua jugular com canivete.

Desesperado com a situação, o adolescente desferiu um disparo de espingarda calibre 32, contra o pai, que não resistiu ao ferimento e morreu antes da chegada da equipe médica. Assim que foi acionada, a Polícia Civil foi até a propriedade, onde apreendeu a espingarda calibre 32, utilizada pelo menor, um revólver calibre 38, com 16 munições não deflagradas, 5 munições calibre 22,  inúmeras cápsulas calibre 32 e apetrechos para carregamento de cartuchos.

O menor se apresentou espontaneamente na delegacia, onde foi ouvido pelo delegado Alexandre da Silva Nazareth e prestou esclarecimentos sobre sua atuação. Os policiais confeccionaram o relatório de crime e o boletim circunstanciado de ocorrência do menor.

“Ficou claro que o adolescente agiu mediante a excludente de ilicitude de legítima defesa de terceiro, previsto no artigo 121 caput, combinado com artigo 23, inciso II do Código Penal Brasileiro. O revólver e demais munições encontradas na residência, não tiveram relação com o ato infracional do menor”, disse o delegado.