Uma ponte de madeira localizada no rio da Morte, na MT-339, no assentamento Antônio Conselheiro, em Tangará da Serra, foi incendiada, esta manhã. De acordo com informações policiais, o fogo foi colocando no meio da travessia e fiou bastante danificada. Devido a isso, prejudicou o tráfego de veículos e o transporte de alunos na região. As circunstâncias e responsabilidades pelo incêndio serão investigadas pela Polícia Civil.

O secretário de Obras de Tangará, Selton Vieira disse, que a prefeitura não tem condições financeiras de construir uma nova ponte no local, já que é de responsabilidade do Estado. “A prefeitura já havia comunicado o Estado dos problemas dessa ponte. Além disso, estamos sobrecarregados com a construção de outras que pertencem ao município”.

Ainda de acordo com o secretário, para chegar em Tangará os moradores terão que percorrer por um desvio. “São pelo menos 30 quilômetros a mais para chegar na cidade. Eles terão que passar por Nova Olímpia por um desvio, por exemplo. São mais de mil famílias que moram naquele região, que foram prejudicadas com a destruição desta ponte”.

A assessoria da secretaria estadual de Infraestrutura e Logística (Sinfra) informou, ao Só Notícias, que foi determinado uma vistoria técnica para poder emitir um laudo das constatações dos estragos causados na estrutura da ponte. Este documento deve determinar os procedimentos que serão feitos nos próximos dias. Após isso, será determinado as mediadas necessárias para resolver o problema.