Imagem: Jaru Online

Neste momento lutam por suas vidas, os irmãos A. Castelan de 07 anos e S. Castelan de apenas 03 anos, as crianças seguem internadas em estado grave no Hospital Cosme Damião em Porto Velho. Elas foram vítimas de um grave acidente ocorrido na manhã da última segunda feira (15), envolvendo quatro veículos na BR-364, Km 417, que resultou na morte de seu pai, o jovem Rafael Castelan de 27 anos, morador da cidade de Tapurah/MT.

Rafael era filho do ex-vereador Olendino Antônio Castelan e trabalhava na empresa Orcont. Sua esposa e mãe das crianças, Jéssica Uchoa, milagrosamente sofreu apenas escoriações no acidente.

O corpo de Rafael foi transladado na manhã dessa terça feira (16), da cidade de Jaru para Tapurah, onde foi velado na Acet (Associação Comercial e Empresarial de Tapurah), o sepultamento ocorreu às 16 horas de hoje (16).

Familiares e amigos da Família Castelan fizeram vigília e oração durante toda a noite em um clima misto de sofrimento, angústia e esperança. Sofrimento pela perda do ente querido, angústia e esperança pela recuperação de A. Castelan e S. Castelan, para que ambos consigam sobreviver a este terrível acidente.

Segundo informações de amigos da família a pequena S. está em uma unidade de terapia intensiva – UTI, e seu estado ainda é considerado grave, porém com um quadro estável em coma induzido, ela sofreu um grave traumatismo craniano. A. Castelan também está internado no mesmo Hospital e passou por uma cirurgia para retirada do baço e estancar a hemorragia que já o fez perder um dos pulmões, seu estado também é gravíssimo.

Jessica Uchoa, que está em Porto Velho, acompanhando a recuperação de seus filhos, muito chocada e inconformada, lamentou não poder estar presente no velório de seu esposo Rafael, para prestar o último adeus e dizer o quanto o amava, disse ainda estar sem chão, pois tinha a família perfeita com bom esposo e filhos, “nesse momento de dor só me resta pedir orações a todos pela vida dos meus filhos, que agora é tudo que eu tenho”.

“Foi de partir o coração!” Relatou Anny Silva moradora de PVH que passava pelo local do acidente com seu esposo Wilker Silva, e ajudou socorrer Jessica e o filho A.r até o HM de Jaru. Comovida com toda a situação, Anny que também é mãe, esta acompanhando de perto o estado das crianças e o sofrimento de Jessica, e pede para que as pessoas possam estar em oração pela vida das crianças, “porque isso é tudo o que podemos oferecer a família nesse momento doloroso e de angústia” afirmou Anny.

Relembrando o fatídico episódio, a mãe das crianças Jessica Uchoa, relatou a nossa reportagem que na ocasião do acidente, a carreta veio na direção do veiculo da família, “após a pancada coloquei um travesseiro atrás da cabeça de meu esposo e tentei retirar minha filha do carro, mas não consegui, o caminhoneiro apenas ficou olhando e ignorou meus pedidos de socorro”, disse Jessica. A cena foi tão comovente que chocou até mesmo os profissionais de socorro, um bombeiro adentrou ao hospital chorando com a pequena S. nos braços. A família seguia para Porto Velho para visitar o avô de Jessica que está acometido de um câncer. A família Castelan é muito conhecida na cidade de Tapurah/MT, e todos no local, estão chocados com o ocorrido.