Polícia Civil apreende menor acusado de esquartejar e ocultar corpo de vítima em Sinop

117

O homicídio, esquartejamento e ocultação de cadáver que teve como vítima um usuário de drogas em Sinop foi esclarecido pela Polícia Judiciária Civil, na sexta-feira (07.04), com a localização do corpo da vítima e apreensão de um adolescente apontado como autor da execução. O menor, V.S.A., 16, responderá pelo ato infracional de ocultação de cadáver.

Durante as diligências, os policiais também realizaram a prisão dos suspeitos Willian Pereira Mendes, 18 anos, Leandro Camargo Hacbarth, 31, portador de tornozeleira eletrônica e de Mauricio Cardoso Rodrigues, 18, pelos crimes de tráfico de drogas e posse ilegal de arma de fogos e munições. O trabalho, coordenado pela equipe da Divisão de Homicídios contou com apoio de policiais do plantão e expediente da 1ª Delegacia de Polícia de Sinop, Divisão de Entorpecentes e do Grupo Armado de Resposta Rápida (Garra).

As investigações iniciaram quando a família da vítima registrou o boletim de ocorrência sobre o desaparecimento de Antonio Carlos Souza Siqueira, ocorrido no dia 08 de março. Assim que foi acionada, a equipe da Divisão de Homicídios de Sinop efetuou várias diligências para localizar as vítimas. Durante as investigações, os policiais receberam várias denúncias de que o adolescente e os suspeitos conhecidos como “Pitel” e “Maurício” seriam os autores da morte da vítima e de que o corpo havia sido esquartejado e enterrado.

Exatamente um mês após o crime, no sábado (08), os policiais conseguiram identificar a casa do Maurício. Após abordarem o suspeito no bairro, os policiais foram até a sua residência onde estavam Willian e Leandro. Em buscas na casa, foram encontrados dois revólveres, sendo um calibre 38 e outro calibre 32, munições dos mesmos calibres, 2 pedaços de maconha e duas balanças digitais. Os três suspeitos foram presos em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas e posse ilegal de arma de fogo.

Questionado sobre o desaparecimento de Antonio, Maurício negou a participação no crime, mas apontou como autores o nome do menor V.S.A. e do suspeito Jeferson, conhecido como “Pitel”, este último, morto há cerca de duas semanas em Sinop. Em continuidade as diligências, os policiais seguiram até a casa do adolescente que confessou a autoria do homicídio de Antônio e inidicou o local em que o cadáver da vítima foi enterrado, em um terreno aos fundos do bairro Boa Esperança divisa com bairro Santa Rita.

O menor contou que a vítima era usuário de drogas e pegou R$ 20 fiado de pasta base com o adolescente. Não contente com a quantidade recebida, a vítima começou a perseguir o menor para conseguir mais drogas e também o ameaçou, momento em que Jeferson Pitel derrubou Antônio de sua bicicleta e passou a agredi-lo.

Após matarem a vítima por volta da meia-noite, os suspeitos aguardaram até 04 horas, então cortaram os braços e pernas da vítima com um machado, cavaram um buraco com cerca de 2,5 palmos de profundidade, enterraram o tronco e os membros jogaram aleatoriamente no mato próximo do corpo.

No sábado (08), os policiais retornaram ao local de crime, onde localizaram os braços e a perna direita da vítima. O menor infrator foi autuado em flagrante por ato infracional análogo ao de ocultação de cadáver e apresentado à promotoria de justiça l, confessou o crime com detalhes e requintes de crueldade.