arma itanhangáUm caseiro é suspeito de matar o dono do sítio onde morava, no município de Itanhangá, no início da noite deste sábado (28). O crime foi cometido após uma discussão e recusa do suspeito em deixar a propriedade. Conforme a Polícia Civil, o dono do sítio, de 33 anos, pediu ao caseiro de 62 anos, que deixasse o sítio, mas ele não aceitou e atirou contra ele.

Uma testemunha relatou à polícia que tinha ido com a vítima na propriedade, que fica às margens da MT-338,  para verificar o gado. E, em determinado momento, a vítima teve uma conversa reservada com o caseiro na varanda da casa. Nisso, ele ouviu um disparo e ao olhar para a casa viu o amigo saindo da residência e caindo metros depois.

A testemunha também disse à polícia que viu o caseiro com uma espingarda nas mãos e tentou correr atrás dele, mas o suspeito correu no pasto em direção ao sítio vizinho. Afirmou ter visto o suspeito saindo e uma motocicleta vermelha, com uma mala na garupa.

O amigo então voltou ao local  e identificou que ele já estava morto. A polícia foi chamada e fez rondas pela região na tentativa de localizar o suspeito, que até a manhã deste domingo (29) não havia sido encontrado.

A testemunha ainda contou que nos últimos dias o dono da propriedade e o caseiro estavam se desentendendo, pois o trabalhador não queria deixar o sítio. A Polícia Civil abriu um inquérito para apurar o caso.