muniçãoUma fiscalização apreendeu mais de 120 mil munições, 61 kg de pólvora, 17 mil espoletas, uma espingarda e sete armas airsoft sem documentação, em um estabelecimento comercial em Sinop, a 503 km de Cuiabá. A operação, entre a Polícia Federal e o Exército Brasileiro, ocorreu nesta quinta-feira (17).

O alvo da operação era locais que comercializavam armas e munições. Na loja fiscalizada, os policiais e os militares confirmaram a suspeita de que ocorria o comércio de produtos controlados sem autorização.

Foram apreendidas 127.270 munições de diversos calibres, além de estojos, espoletas e 61,4 kg de pólvora que eram vendidos ilegalmente por um lojista do ramo.

Também foram apreendidas uma espingarda, sete armas de airsoft e mais 111 mil munições de airsoft sem procedência. Os materiais foram apreendidos e o empresário foi preso em flagrante.

Conforme Polícia Federal, o homem vai responder pelo crime de comércio ilegal de munições, previsto artigo 17 da Lei nº 10.826/2003. A pena é de 4 a 8 anos de prisão.

O empresário também responderá processo administrativo perante o Exército Brasileiro e poderá perder o credenciamento necessário para a comercialização desses materiais. Ele foi encaminhado para a sede da Polícia Federal em Sinop.