Tapurah e mais 12 cidades registra caso de microcefalia com alterações típica no MT

124

Mato Grosso já chega a 311 casos notificados de microcefalia, dos quais 108 permanecem em investigação. Os casos foram notificados por 52 municípios, entretanto permanecendo a maioria concentrada na região Centro-Sul do Estado com 105 notificações em Rondonópolis, 57 em Cáceres, 40 na capital e o restante com distribuição dispersa.

Segundo a classificação final, 25 municípios já descartaram 155 casos notificados para microcefalia. Após a reavaliação clínica, de exames de imagens e do perímetro cefálico, constatou-se que estavam dentro da normalidade e sem alterações do SNC.

Apenas 48 dos casos foram confirmados com microcefalia e/ou alterações do SNC. Destes, 39 casos foram por exame de imagem, detectando alteração típica em 13 municípios: Cáceres, Claudia, Comodoro, Cuiabá, Juara, Peixoto de Azevedo, Rondonópolis, São José do Povo, Sapezal, Sorriso, Tapurah e Várzea Grande.

Oito casos por amostra positiva de vírus Zika, nos municípios de Cuiabá e Primavera do Leste e um caso de Sinop, foram detectados. O Monitoramento da Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Estado de Saúde registrou 23 óbitos após o parto ou durante gestação.

Comparado com a semana anterior, foi notificado dois óbitos, um em Barra do Garças, que está em investigação, e outro se trata de um aborto espontâneo na capital, cuja mãe foi diagnosticada com o vírus Zika.

Foram descartados quatro óbitos, sendo três em Guarantã do Norte e Mirassol d’Oeste e um caso de Cuiabá por apresentar amostra negativa para o vírus Zika. Os demais aguardam resultados de exames.