Sinop: Professores suspendem aulas em campus do IFMT contra a PEC 241

Paralisação aconteceu nesta terça-feira (25). Alunos realizaram protesto no campus em apoio aos servidores e professores.

25
protesto_ifmtProfessores e servidores públicos que atuam no Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT) de Sinop, a 503 km de Cuiabá, suspenderam as aulas e atividades no campus na terça-feira (25), em protesto contra a Medida Provisória 746/2016, que propõe a reforma do ensino médio, e a PEC 241, que estabelece teto de gastos públicos por um período de 20 anos, incluindo a área da educação.
De acordo com a diretora do campus, Gilma Chitarra, a paralisação foi de apenas um dia e os alunos realizaram um protesto, durante a manhã, em frente ao campus, contra as novas medidas defendidas pelo governo federal e em apoio aos servidores da unidade.
“Eles se sensibilizaram em relação a situação. Há semanas estão sendo realizadas discussões para que toda a população do ensino médio conheça esses documentos, entenda o que a MP e a PEC propõem”, disse.
O campus de Sinop do IFMT conta com 217 alunos nos três períodos, além dos estudantes que participaram de cursos de curta duração. Na unidade, atuam 20 professores e seis servidores, que aderiram ao movimento nacional.
Conforme a diretora da unidade, nesta quarta-feira (26), as aulas devem voltar ao normal. No entanto, ela ressalta que as discussões a respeito das medidas do governo federal irão continuar.
“Nós tivemos uma reunião com o nosso reitor e estamos fazendo grupos de trabalho para analisar item por item da medida provisória e da PEC 241. Precisamos saber o que está sendo discutido e pedir mudanças em pontos que deveriam ser alterados. Todos precisam conhecer o que está sendo proposto”, afirmou.