PRF faz Operação Semana Santa para evitar irregularidades nas rodovias. Ações especiais acontecem em todo o país e seguem até domingo.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) começou nesta quinta-feira (24) a fiscalizar as rodovias federais na chamada operação ‘Semana Santa’. Em Mato Grosso, o trabalho ostensivo será realizado nas BRs 163, 364 e 070. A operação seguirá até o próximo domingo (27) e fiscalizará questões como excesso de velocidade, embriaguez ao volante, falta de uso do cinto de segurança e ultrapassagens indevidas.

Neste período, haverá restrição aos veículos de carga. Nesta sexta-feira (25) a proibição será no período entre 6h e 12h e, no domingo, a circulação deve ser interrompida entre as 16h e 0h.

A restrição tem como objetivo aumentar a fluidez do trânsito nas rodovias de pista simples. Os veículos de carga não poderão trafegar independentemente de estarem descarregados ou possuírem a Autorização Especial de Trânsito (AET). O descumprimento dessa norma poderá acarretar em multa de R$ 85,13 e quatro pontos na habilitação.

A PRF registrou durante a operação Semana Santa em 2015 oito acidentes graves, 36 pessoas feridas e dois mortos. Ainda no ano passado, o órgão contabilizou 155 acidentes graves, 714 feridos e 74 mortos, entre o primeiro dia de janeiro e o dia 22 de março. Já neste ano, no mesmo período, foram registrados 124 acidentes graves, 528 feridos e 50 mortos. As reduções foram de 20%, 26% e 32,5%, respectivamente.

Além disso, os policiais devem atuar no combate ao tráfico de drogas e roubos e furtos de carga. A operação ainda terá ações educativas que acontecerão em vários pontos. Em todas as unidades operacionais da PRF, será desenvolvido o projeto chamado ‘Cinema Rodoviário’. Agentes convidarão os motoristas, ocupantes de veículos e passageiros de ônibus para conscientizá-los sobre a importância do cumprimento das leis da trânsito.

De acordo com o superintendente da PRF-MT, Arthur Preza Nogueira, é preciso lembrar os motoristas que é preciso paciência e calma nas estradas para que as viagens ocorram de maneira tranquila.

“Não é preciso ter pressa para se chegar ao destino. É importante lembrar também ao motorista que, além dele, é preciso exigir dos ocupantes do veículo usem o cinto de segurança, porque é um equipamento essencial após a ocorrência do acidente. Ele pode salvar vidas e diminuir as lesões das pessoas que estiverem dentro do veículo”, afirmou.

Fonte: G1 MT