armaNeste momento policiais civis, militares, bombeiros e agentes socioeducativos estão no centro socioeducativo de Lucas do Rio Verde tentando acabar com uma rebelião iniciada por 14 adolescentes em conflito com a lei, que estão internado no local. O motim está concentrado na ala masculina da unidade.
De acordo com as primeiras informações repassadas ao CenárioMT, oito reféns, entre agentes e membros de uma igreja que estavam no centro para fazer um momento de oração como os menores estão sendo mantidos como reféns.
Um policial informou que um menor conseguiu pegar a arma (pistola) de um agente, fazendo todos de refém. No início do motim, um menor conseguiu fugir do centro.
No local o tenente Pazin tenta negociar com os menores, um deles acabou se entregando.
Neste momento, a situação é tensa. Os menores pedem a presença da imprensa e mãe de pelo menos um dos internados. Mediante atendimento a essas duas reivindicações, é que os infratores negociarão para interromper a rebelião.

Os menores estão a todo momento com arma em punho, sendo duas pistolas e um 38 apontando para os reféns.

 ATUALIZADA 22h22 – Segundo informações repassadas neste momento, os menores exigiram comida, refrigerantes, maconha e Whisky para liberarem alguns reféns.  Diante da exigência, a equipe que faz as negociações disponibilizou comida e refrigerantes, e os menores liberaram 2 reféns. Os mesmos continuam com arma em punha, um 38 e 2 pistolas, também permanecem com os celulares dos reféns.

 ATUALIZADA 22h53 – Segundo informações repassadas agora, a situação está controlada no local. Mais informações em instantes.

Fonte: Cenário MT